Faça seu login

Estratégia de vendas para a primavera

Postado em 1 de novembro de 2016 | 0 comentários

Por Arnaldo Vhieira

A primavera, com suas cores, perfumes e belas paisagens, é a estação do ano propícia para lançar ações de marketing pensando na efetivação de consumo futuro, principalmente no verão, que, segundo uma música popular, é “calor no coração e uma magia colorida”. Muitos consumidores se preparam com antecedência para curtir o calor e todas as sensações e atrações proporcionadas pelas tão esperadas férias de final de ano.

Nosso país está vivendo uma conjuntura econômica que afasta os consumidores do ato de comprar, o que resulta em preocupação para os gestores de marketing e qualquer empreendedor. Surge, portanto, uma pergunta: “Quais as estratégias para atrair e reter clientes nesse período tão colorido do ano e, ao mesmo tempo, tão conturbado economicamente no Brasil?”.

Buscar uma única resposta seria leviano de nossa parte. Importante entender que definir estratégias é uma atividade rotineira que deve conter planejamento, ação e avaliação de resultados. Em marketing, tudo é sazonal, principalmente quando tratamos de alguns produtos ou atividades específicas, como a venda de piscinas e produtos afins. Uma dica é fundamental e nunca muda: é necessário manter o foco no relacionamento cliente-produto-marca.

Independentemente da sazonalidade, é necessário definir claramente um plano de marketing para focar o público-alvo e se posicionar no mercado antecipadamente ao concorrente. Para esse plano, é necessário estudar continuamente o comportamento do consumidor, que a cada dia está mais informado, chegando ao ato de compra com conhecimentos prévios sobre o produto ou serviço. Portanto, toda ação de comunicação deve ser pautada em conteúdo para conduzir a escolha de compra do cliente.

O marketing de conteúdo é uma estratégia eficaz, visto que, em épocas de redes sociais, a informação se tornou uma commodity. Analisando o Google Trends, por exemplo, percebi que a busca de informações sobre compras para o verão atinge um pico em setembro. Isso exige que as ações de marketing se intensifiquem com foco comercial mais agressivo nesse período, expondo os produtos via web. Portanto, se você quer ser percebido, publique informações nas redes sociais continuamente. Aliás, a atualidade do marketing se mostra voltada para o digital, por ser mais tempestivo e, por vezes, mais barato. Lembre-se: alcançar os melhores resultados com pouco investimento.

É necessário, ainda, voltar as ações para as regiões que apresentam potencialidades de vendas.  Retorno a falar sobre a ferramenta do Google Trends: a busca pelo termo ‘piscinas e produtos afins’ nos meses de primavera é intensificada nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Paraná. Com essa informação, pode-se direcionar melhor os conteúdos na web e a escolha de canais específicos para esses mercados.

Ações de marketing digital, por meio do conteúdo exposto em redes sociais, merecem dicas importantes:

  1. Coloque sua loja e seu produto no mapa das buscas inteligentes, com a rota de localização dos pontos de vendas, para conduzir os clientes à visita pessoal;
  2. Utilize a estratégia de um vídeo viral, sempre com bom humor, para expor de forma sutil e, por vezes, clara, seu produto/serviço;
  3. Envie e-mail marketing para uma base de clientes potenciais, com o foco voltado para o relacionamento e não somente para vendas. Lembre-se de mapear as regiões com essas potencialidades, pois e-mails cuidadosamente direcionados são sempre uma ferramenta eficaz;
  4. Faça publicações em blogues e páginas nas redes de pessoas que exerçam influência com os clientes. Isso sempre traz um retorno satisfatório. Lembre-se: clientes são influenciáveis;
  5. Crie sua própria página nas redes sociais, com publicações contínuas para atrair seguidores. No mundo atual, temos outra máxima: publico, logo existo.

A estratégia de marketing de conteúdo utilizando principalmente ações digitais mostra-se eficaz para influenciar os consumidores no processo de decisão de compra. Importante salientar que todas as ações requerem suporte profissional. Na dúvida, sugiro sempre procurar ajuda, inclusive de formas alternativas como a assessoria de uma entidade de classe, de uma instituição de ensino que trabalha com projetos experimentais em empresas e, também, das ferramentas gratuitas na web.  Lembre-se, ainda, de que o cliente é sempre igual àquele peixinho do filme Procurando Nemo: deve sempre ser procurado em todas as correntes possíveis.

Arnaldo Vhieira é coordenador do curso de marketing do Complexo Educacional FMU e especialista em estratégia de negócios.

Fonte: Revista ANAPP 129

Author: admin

Compartilhar

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *