Faça seu login

Um projeto para abraçar a piscina

Postado em 18 de julho de 2018 | 0 comentários

Parceria entre paisagista e arquiteta cria espaço de bem-estar em Barueri (SP)

Paisagismo não é somente a elaboração de jardins e praças. Dentro dele, existe uma técnica apurada, voltada à criação de áreas que possam substituir espaços destruídos pela grande onda de construções civis. Portanto, o paisagista tem a missão de recompor as extensões geográficas afetadas, utilizando os elementos da botânica, ecologia, mudanças climáticas de cada região e estilos arquitetônicos.

O objetivo do paisagismo é harmonizar a interação do ser humano com o meio ambiente, possibilitando, assim, melhor convivência com a natureza. No mundo contemporâneo, o contato com a natureza é cada vez mais comum com a construção de jardins no interior das casas e em espaços comerciais.

O paisagista Marcelo Bellotto disponibilizou o projeto realizado em parceria com a arquiteta Carla Barranco, em Barueri, onde o paisagismo ‘abraçou’ a piscina, transformando-a na parte central da casa. Confira os detalhes descritos por Carla sobre o trabalho desenvolvido:

“O ponto de partida para a criação do jardim foi a implantação correta do projeto da piscina, também desenvolvido no escritório do paisagista.127

Esse fato promoveu uma sensação da casa abraçar a piscina e esta se tornar o ponto central do jardim. O piso em madeira cumaru sobre a piscina tanto divide a área adulta da infantil quanto promove a circulação do espaço gourmet para a área íntima (quartos). Outro ponto importante a se destacar foi a criação do muro em pedra moledo ao fundo. Utilizamos esse mesmo revestimento que está presente em parte da fachada para criar integração com a arquitetura e conceituar ainda mais o projeto. Nele, foi aberta uma fenda onde foram estrategicamente posicionados três vasos da linha Vasos da Terra, criando assim um ponto focal importante no jardim. Também no muro foi construída uma floreira embutida onde foram plantadas primaveras, prevendo assim uma privacidade de futuros vizinhos.

A área do jardim é de aproximadamente 200 m2, mas a sensação de amplitude visual é maior, devido ao jardim ser de estilo tropical clean e a vegetação ser distribuída de forma pontual.

As palmeiras (Phoenix canariensis), além de sua imponência e beleza, trazem escala à arquitetura.

Suas copas trazem sombra aos quartos. Frutíferas como a jabuticabeira também compõem o jardim, juntamente com espécies como o guaimbê (dentro dos vasos), moreia, costela-de-adão, viburnum e aspargos.

O quarto possui um deque privativo (também em cumaru), onde o casal pode ter momentos de relaxamento na espreguiçadeira, ouvindo o som do barulho da água que vem rente no muro ao fundo.

De forma geral, esse jardim é um convite ao bem-estar, um local de onde, depois de entrar, fica difícil querer sair”.

Fonte: Revista ANAPP Edição 127

Author: admin

Compartilhar

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *