Faça seu login

Mitos e verdade da alcalinidade e pH da piscina

Postado em 15 de março de 2018 | 1 comment

Por Tatiana Vieria

A grande maioria dos proprietários de piscinas possui dúvidas comuns sobre a alcalinidade e o pH da água, por isso selecionamos as mais corriqueiras. Confira:

1. Antes de corrigir o pH da piscina, é necessário avaliar a alcalinidade.
VERDADE. “Quando ajustamos o pH antes da alcalinidade total, podemos encontrar dificuldades para ajustar o pH na faixa ideal.”

2. O pH alterado da água da piscina não afeta a eficiência do cloro.
MITO. “Quando o pH da água está fora do padrão, prejudica-se o efeito sanitizante do cloro. Seu melhor desempenho acontece quando a água está com pH na faixa entre 7 e 8 ppm.”

3. Um pH baixo aumenta a probabilidade de corrosão de equipamentos da piscina.
VERDADE. “O pH baixo danifica principalmente as partes metálicas que têm contato direto com a água da piscina.”

4. A chuva pode alterar o pH da piscina.
VERDADE. “Afeta porque o pH da chuva costuma ser levemente ácido (menor que 7).”

5. Banhistas podem entrar na piscina com produtos para a pele, como protetores solares ou bronzeadores, que estes não alteram o pH da água.
MITO. “Os protetores solares, bronzeadores e cosméticos que utilizamos possuem pH diferente da água da piscina. Contudo o óleo contido nesses produtos pode comprometer os componentes internos de bombas e filtros.”

6. O cloro pode ser aplicado em piscinas que estejam com a alcalinidade ou pH alterados.
MITO. “Não é recomendada a aplicação do cloro com os parâmetros desajustados, pois sua eficácia é maior na faixa de pH entre 7,2 e 7,8 e alcalinidade total – fora da faixa ideal, o cloro não mantém o pH estabilizado.”

7. Quando o pH da piscina está variando demais, é sinal de problema na alcalinidade, ou seja, na capacidade de neutralizar ácidos.
VERDADE. “Somente com a alcalinidade entre 80 e 120 ppm o pH fica estável.”

8. Quando a água da piscina estiver com a alcalinidade total abaixo da faixa recomendada, ela tende a ficar mais esverdeada.
VERDADE. “Valores abaixo de 80 ppm podem interferir no processo de clarificação da água.”

9. O tipo de material da piscina pode afetar o pH ou a alcalinidade.
MITO. “O material utilizado não afeta esses dois parâmetros, exceto quando, na construção de piscina de alvenaria, são utilizadas algumas pedras naturais nas partes de contato com a água. Algumas pedras liberam substâncias que podem alterar o pH.”

10. Somente técnicos podem aplicar os corretores de alcalinidade e pH da piscina.
MITO. “Os elevadores e redutores de alcalinidade total e pH podem ser facilmente aplicados à piscina por qualquer pessoa, sempre utilizando as dosagens recomendadas pelo fabricante.”

Fonte: Revista Anapp – Edição 131

Author: admin

Compartilhar

1 Comentário

  1. Bom dia!
    Acredito que no final do item 6 (Mitos e verdades) abaixo,
    6. O cloro pode ser aplicado em piscinas que estejam com a alcalinidade ou pH alterados.
    MITO. “Não é recomendada a aplicação do cloro com os parâmetros desajustados, pois sua eficácia é maior na faixa de pH entre 7,2 e 7,8 e alcalinidade total – fora da faixa ideal, o cloro não mantém o pH estabilizado.”
    O correto seria; e alcalinidade total entre 80 -120 ppm – o cloro não se estabiliza e consequentemente não gera CLORO LIVRE.

    ,o correto seria:

    Post a Reply

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *