Faça seu login

Ex-medalhista olímpico dá aula de natação e ajuda a fomentar esporte como saúde e educação

Postado em 11 de abril de 2018 | 0 comentários

Gustavo Borges, com quatro medalhas olímpicas e quatro participações nos jogos, esteve em Florianópolis desenvolvendo um projeto que busca introduzir os valores do esporte às crianças

Por Diogo de Souza, Florianópolis

Todo brasileiro que gosta de esporte já ouviu falar em Gustavo Borges. Se inicialmente o nome soar estranho, basta situar como o ex-nadador e medalhista olímpico do Brasil. Embora pareça algo distante na memória – sua última medalha olímpica veio há 18 anos, em Sidney-AUS – o ex-atleta segue inspirando gerações. Dezenas de crianças entre quatro e dez anos, praticantes da natação, estiveram reunidas em uma academia de Florianópolis, no bairro Trindade, para acompanhar o ídolo em uma demonstração envolvendo os quatro nados, além da ideia do esporte como sinônimo de saúde, educação e futuro.

gustavob2

Foto
Gustavo Borges em meio as crianças – Marco Santiago/ND

Imagine a borda de uma piscina repleta de crianças sentadas, lado a lado, amparadas em centenas de pernas em movimento contínuo pra cima e pra baixo, denotando ansiedade e euforia. Esse era o cenário na tarde desta quarta-feira minutos antes da chegada do ex-nadador de 45 anos, Gustavo Borges.

“É uma gratidão pelo esporte, a gente trabalhar com a educação por meio da natação e quando a gente tem isso, trabalhamos o cidadão como um todo. O apoio dos pais para as crianças que buscam a atividade física é uma recompensa que vem do esporte. As medalhas, tudo o que foi conquistado, acaba tendo uma outra conotação quando a gente vê as crianças dessa forma”, justificou o paulista de Ribeirão Preto, apontando para a fileira de “perninhas” jorrando água.

Borges lidera um projeto para o desenvolvimento da natação, a partir de uma metodologia que busca introduzir os valores do esporte às crianças e incentivar a prática esportiva de uma forma geral.

“O esporte é caminho para várias coisas, educação, saúde e o esporte ajuda a pegar as crianças e dar visibilidade, tem um exemplo, um ídolo, uma pessoa que se torna uma meta. Se não conseguir repetir esse ídolo e chegar a uma olimpíada ou uma medalha, só a busca disso já é uma construção do ser humano”, acrescentou.

Futuro do esporte “mais com menos”

Detentor de quatro medalhas olímpicas – duas de prata e duas de bronze – e quatro edições dos Jogos Olímpicos, Gustavo Borges falou sobre a participação do país nos Jogos do Rio, em 2016, onde concordou com resultado aquém da expectativa. “Terminamos a Olimpíada e não tivemos um resultado tão importante para natação brasileira. Temos que nos acostumar a fazer mais com menos investimento e entender que a Olimpíada não foi o fim, e sim o início de uma era”.

Sobre a edição de Tóquio, em 2020, Gustavo Borges lembrou que ainda faltam dois anos até lá e, dessa forma, alguns atletas devem amadurecer e fazer parte da equipe do País. “Temos uma base boa, terá uma renovação até lá, aliado aos mais experientes que também marcarão presença. Enfim, são dois anos e meio até lá e a expectativa é que tenhamos bons resultados”, finalizou.

gustavob

Foto
Gustavo Borges – Marco Santiago/ND

Gustavo Borges

Paulista natural de Ribeirão Preto, Gustavo Borges tem 45 anos e é um dos maiores desportistas do País. Com quatro medalhas – duas de prata e duas de bronze – e quatro edições dos jogos olímpicos -Barcelona/92, Atlanta/96, Sidney/00 e Atenas/04 – o ex-atleta também é o segundo maior medalhista brasileiro em jogos Pan-Americanos com 19 pódios.

Fonte: https://ndonline.com.br/florianopolis/esportes/ex-medalhista-olimpico-da-aula-de-natacao-e-ajuda-a-fomentar-esporte-como-saude-e-educacao

Author: admin

Compartilhar

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *