Faça seu login

Estudantes brasileiras conquistam o segundo lugar no concurso internacional do Piscinas & Welness de Barcelona.

Postado em 31 de janeiro de 2018 | 0 comentários

Duas estudantes brasileiras, Danielle Khoury Gregório e Raquel Khoury Gregório, conquistaram a segunda colocação com o projeto, Square of Water 94 no concurso Aquatic Center Contest, organizado pela Fira de Barcelona, Piscina & Wellness Barcelona 2017. Ambas concederam com exclusividade a seguinte entrevista à Revista ANAPP.

Como surgiu a inspiração para o projeto?
A inspiração para o projeto Square of Water 94 veio após a análise do terreno proposto pelo edital do concurso: a praça Carles Buïgas. Ela se localiza entre o pavilhão Barcelona de Mies van der Rohe e a Fonte Montjuic. Os dois monumentos têm grande importância arquitetônica e são marcos em Barcelona. Não nos sentimos confortáveis em projetar um edifício entre eles, interrompendo essa ligação e, de certa forma, competindo visualmente. Assim, tivemos a ideia de projetá-lo no subsolo e de manter a praça Carles Buïgas, criando um espaço na superfície aberto ao uso público.

Como estudantes, vocês tiveram ajuda das universidades/professores para desenvolver o projeto? Conte sobre esse processo de desenvolvimento…
Como estudamos em faculdades diferentes, e com distintas grades horárias, para nós, foi mais prático nos reunir e desenvolver o projeto em casa. Nós não tivemos ajuda de professores orientadores. O ponto inicial do desenvolvimento do projeto foi a leitura do território proposto. A partir da análise dele fomos desenvolvendo conceitos que considerávamos importantes para um edifício projetado em um local tão importante e singular que é a praça Carles Buïgas. Além disso, nós pesquisamos projetos de edifícios de usos semelhantes em revistas e livros de arquitetura, assim como em sites. Partindo dessas informações, passamos a fazer esboços e desenvolver hipóteses de desenhos que atendessem aos conceitos que estávamos buscando.

Por causa da distância, como vocês buscaram as informações? Vocês foram até Barcelona estudar o local?
Não foi possível ir ao terreno do projeto estudá-lo. Para entender mais sobre a região, utilizamos o Google Street View e o Google Maps. Assim, conseguimos ter uma noção da volumetria e das características do entorno e também compreender os acessos ao local. Também pesquisamos mais a respeito dos importantes monumentos próximos ao terreno e como eles são utilizados pela população.

O projeto foi muito elogiado. Quais são os principais diferenciais arquitetônicos dele?
O principal diferencial arquitetônico do projeto, como foi comentado pelos jurados, foi o fato dele estar inserido no subsolo, possibilitando a permeabilidade física e visual entre os dois importantes monumentos próximos: o Pavilhão Barcelona de Mies Van Der Rohe e a fonte Montjuic. Outro ponto de destaque é a criação de uma praça com fontes no pavimento térreo que incentiva a interação de seus usuários com a água. Ela funciona como um local de recreação e permanência, valorizando o espaço público ao seu redor.

Trata-se de um projeto “conceito” ou ele poderá sair do papel?
Como se tratava de um concurso de ideias, para elaborar o projeto nos concentramos mais nos conceitos que considerávamos importantes desenvolver do que na técnica. O projeto possui vãos de grandes dimensões e aberturas de vidro extensas. Não sabemos ao certo se ele é viável do ponto de vista técnico ou financeiramente.

2-2

3

5

Fonte: Revista Anapp – edição 137 

Author: admin

Compartilhar

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *