Faça seu login

Dicas de segurança para piscinas em condomínios

Postado em 21 de março de 2017 | 0 comentários

Mais procuradas no período de calor intenso, as piscinas em condomínios devem estar em dia com os cuidados necessários para garantir a segurança dos moradores. Os mosquitos transmissores de doenças são os principais vilões em piscinas nas quais o tratamento da água não é feito constante e adequadamente.

Para garantir o cuidado com as piscinas em condomínios, os especialistas do ItaBrasil explicam que o tratamento a base de cloro e a filtragem são imprescindíveis e, já que o procedimento dura cerca de oito horas, o ideal é que seja feito no período da noite, de maneira a não atrapalhar a utilização da piscina durante o dia.

Respeitando o limite de profundidade (0,60) das piscinas infantis e utilizando tampas de até 10mm de largura para os ralos, muitos acidentes podem ser evitados. Além disso, as piscinas de condomínios devem contar com escadas e rampas de acesso para entrada e saída, bem como pisos antiderrapantes em banheiros e vestiários.

É responsabilidade dos síndicos estarem atentos às normas de segurança para evitar acidentes. É indicado também que se instalem regras de utilização, tais como horário de funcionamento, mergulho de crianças apenas quando acompanhadas por responsáveis e ambiente restrito a moradores do condomínio.

Fonte: Jornal Web Digital

Author: admin

Compartilhar

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *