Faça seu login

Alimentos para um dia na piscina

Postado em 6 de setembro de 2018 | 0 comentários

Nutricionistas recomendam consumo abundante de água e ainda frutas e petiscos de legumes, mas não proíbem o churrasco

Por Rúbia Evangelinellis

Quem não quer acordar de manhã, abrir a janela, e se deparar com um sol aberto, um céu claro, limpo, e que convida para o lazer de dia inteiro à beira da piscina?

Melhor ainda se esse momento de recreação contar com a participação da família e amigos.

Mas para garantir a diversão, nutricionistas alertam para a necessidade de cuidar da alimentação e dão dicas de líquidos, lanches e refeições que proporcionam bem-estar, repõem a energia e garantem a hidratação.

Vivian Zollar, nutricionista e conselheira do 3º Conselho Regional de Nutrição de São Paulo, alerta para três pontos essenciais que devem ser considerados na escolha do cardápio e para manter o corpo hidratado: salubridade, praticidade e segurança no acondicionamento dos alimentos. “Como os dias de lazer na piscina são marcados pelo calor, antes de mais nada, é importante beber água constantemente, além de água de coco, suco de frutas e consumir alimentos apropriados e leves”, recomenda.

Outra sugestão é trocar salgadinhos e porção de amendoim por frutas ricas em água, como melancia, melão, abacaxi e pera, e petiscos de legumes e de fácil preparo, como tomatinho cereja e palitos de pepino e cenoura, que devem ser acondicionados em recipientes refrigerados ou junto com gelo. “Para as crianças, que brincam e gastam energia, é importante sempre oferecer algo para comerem e beberem, com intervalo de, no máximo, uma hora, e respeitar o horário das Se a pessoa estiver consumindo bebida alcoólica é recomendável moderação e alternar com água, suco natural ou outro líquido que ameniza os efeitos do álcool e uma possível ressaca.

A nutricionista alerta para o fato de que os alimentos ricos em proteínas representam um risco maior de contaminação quando estão expostos a ambiente de calor e, por isso, o ideal é evitá-los. Isso vale para pasta de frango, sanduíche de queijo e presunto ou de carne e outros no gênero. “O ideal seria que esses alimentos, se forem consumidos, ficassem restritos ao momento da refeição principal, mesmo porque também exigem um trabalho digestivo e um intervalo maior para retornar à piscina”.

Revista_Anapp_139---Copia

Diferentemente acontece com as frutas e legumes, alimentos ricos em água e com baixo teor de gordura e proteína, que são de fácil digestão, apesar de contarem com fibras.

No caso de churrasco servido na piscina, o tempo de digestão de uma refeição é de duas horas, período que deve ser guardado para descanso.

“Estou pensando em três pedaços grandes de carne acompanhados de farofa. É lógico que isso não se aplica a quem comer metade de uma linguiça”, alerta Vivian. Ela recomenda ainda que outros alimentos, como cenouras cozidas e saladas, não devem ficar expostos à mesa durante muito tempo, para evitar contaminação. “A conserva de batata bolinha, por exemplo, que ficou fora da geladeira durante horas para a preparação, às vezes, já não está boa no início do churrasco”.

Vale destacar que crianças e idosos estão mais sujeitos aos riscos de contaminação. Marisa Resende

Coutinho, nutricionista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, considera importante reforçar o consumo de água, de dois a três litros, principalmente se a pessoa estiver com dieta mais restrita: “Pode-se beber também sucos e chás como líquidos complementares, mas é importante tomar água frequentemente”.

Para quem passa o dia no clube e pretende comer num restaurante ou lanchonete, a nutricionista alerta para a necessidade de observar se o estabelecimento tem boas práticas de higiene e de manuseio dos alimentos:“Além disso, procure também optar por alimentos mais leves, saladas e frutas, e evite lanches gordurosos, embutidos e frituras”.

O mesmo alerta vale para os salgadinhos, que são ultraprocessados e possuem grande quantidade de aditivos químicos e sódio.

“Em vez desses produtos, prefira biscoito de polvilho, milho cozido e bolo sem creme, que possuem o carboidrato necessário para repor energia”, diz Marisa.

A nutricionista orienta ainda para que se evite excesso de exercícios ou nadar na primeira hora e meia após a principal refeição, quando o organismo está digerindo os alimentos consumidos de forma moderada.

Fonte Revista ANAPP Edição 140

Author: admin

Compartilhar

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *