Faça seu login

Viagem à Espanha

Postado em 9 de agosto de 2014 | 0 comentários

 O cenário espanhol vai além dos toureiros e das danças culturais.  A história da Espanha é marcada pela passagem de  povos árabes, romanos, celtas e outros. O país evidencia suas tradições regionais. Na Comunidade autônoma Catalunha, está a cidade de Barcelona – uma das maiores capitais da Europa, é palco de atrativo conteúdo histórico para visitantes do mundo todo. A cidade fica entre a vanguarda das artes, design, moda e sugestiva aos amantes da culinária refinada. O trajeto do passeio encanta e costuma arrancar elogios de seus visitantes.

O encontro com a cidade promete ser marcante. Uma de suas características é o ar: o vento que sopra na cidade é leve e salgado – mesmo durante os dias mais nebulosos. Parte das impressões arquitetônicas são produtos criativos das obras ousadas de arquitetos como Gaudí e Domènech i Montaner – autores de a Casa Milá e Palau de La Música Catalana.  Cada quarteirão em Eixample reúne charme e atrações culturais. As ruas de Barcelona são estreitas e escuras, porém, com vidas iluminadas. As pessoas compartilham alegria  e costumam ser receptivas.

madrid

A viagem pode começar em Barcelona, mesmo.  A cidade fica à beira do mar mediterrâneo. Lá, cada dia é uma aventura diferente. E haja fôlego! Antes de tudo, a mente tem de estar pronta para mergulhar no espírito da cidade das artes e das diversões. O centro urbano costuma ser a região que recebe variados shows – muitos de festivais, que reúnem músicos de todo o planeta. Quem quer provar da comida e bebida de Barcelona, pode se dirigir aos bares e restaurantes em Born – bairro de traçados urbanos medievais – , Raval ou onde estão igrejas antigas, no popular Bairro Gótico de Barcelona. Quando o assunto é a dança, o flamenco é  destaque. O figurino das apresentações são semelhantes aos de antigos camponeses: vestidos longos, justos – com babados nas pontas – , acessórios, como pulseiras e uma flor no cabelo. Os preços das atrações varia.

Por falar em cultura, quem gosta de explorar as artes, tem a opção de visitar a região de Montuic, onde ficam museus, castelos e diversas instalações olímpicas dos jogos de 1992. E por que não assistir a uma partida de futebol? O estádio Camp Nou é uma das atrações mais procuradas da cidade – até pelos que não costumam acompanhar notícias esportivas. A visita é importante, pois o centro olímpico foi palco de grandes jogos e ídolos do futebol. Vale a pena deixar o passeio mais completo e concluí-lo no Museu del Futbol Club Barcelona e conhecer a trajetória de um dos maiores clubes do mundo.

Mas se a preferência for por passeios em áreas mais abertas, a visita ao Parc Guell é ideal. O parque é um dos mais famosos do país e, desde 1984,  é reconhecido pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Lá, é onde está o museu de Arqueologia, Museu Nacional de Arte Catalunha e também o zoológico de Barcelona. À noite, o espaço público apresenta shows aquáticos e luzes artificias da Fonte Mágica.

praia-madrid

Igreja Sagrada Família

Uma das obras mais visitadas mais indispensáveis de Barcelona é a Igreja Sagrada Família. A obra teve início em 1882 e desenhada pelo arquiteto
Francesc de Paula Villar. Um ano depois, o também arquiteto Gaudí assumiu o projeto e deu continuidade.  Gaudí morreu em 1926 e a obra manteve ritmo até 1936 – quando foi suspensa por conta da Guerra Civil Espanhola.   As formas do projeto remetem à natureza. O visitante pode subir ao topo de uma das quatro torres e ter acesso à uma visão incrível da cidade.  Até hoje, a obra está inacabada. A previsão é que ela fique pronta até 2026 – centenário da morte do arquiteto Gaudí.

 

Praia

Quem gosta não dispensa passeios litorâneos, a sugestão é apreciar a visão de Port Vell. Lá, temperatura pode alcançar os 35 graus nos dias de verão. O espaço é procurado pelos que gostam de realizar passeios tranquilos pela orla. Para quem quer tomar banho de mar, a praia de Barceloneta reserva areia fininha e amarelado. O local é o mais próxima ao centro e atrai os que gostam de mar, brisa, comidas e bebidas dos bares abertos na região. Além de Barceloneta, a área litorânea se divide em três outras partes: Icaria e Marbella. Esta última costuma ser frequentada aos adeptos ao nudismo.

 

Para comprar

Há lojas em todos os cantos da cidade e que procuram agradar a todos os bolsos e gostos. O centro comercial fica na região de Ciutat com artigos mais tradicionais. Shoppings com produtos mais sofisticados são encontrados na região de Eixample.

Resorts

O descanso pode ser cercado por conforto para o turista. O Hotel Arts Barcelona, por exemplo, propicia programação interna gloriosa, onde há academias, decorações, gastronomia e aposentos selecionados. Além disso, é claro, fabulosas piscinas.

Mandarin Hotel Barcelona é outra opção luxuosa de descanso. O local oferece Spa decorado com iluminação suave, além da piscina cumprida e estreita, instalada na cobertura.

 

Madrid

A apenas 615 quilômetros de Barcelona, está Madrid. A capital preserva a fama de ser uma das mais acolhedoras encantadoras cidades da Espanha. Lá, pelo menos 06 milhões de pessoas ocupam a região metropolitana. O coração espanhol é conhecido por ser o centro intelectual e político do país – além de predominar a fé católica e destaque para as artes sob monarcas segundo diferentes tendências.

A terra das culturas  reúne importantes museus, como os de Prado, Reina Sofia e Thyssen-Bornemisza – palácio real em que não falta luxo e ares do espírito impetuoso dos espanhóis. Semelhante a Barcelona, a noite madrilena pode ser aproveitada em espetáculos, exposições, mostras de cinema e outras atrações agitadas da vida cultural. Jogos de futebol, com partidas do Madrid e Real Madrid são opções de programa para quem viaja em família  ou turma de amigos. Depois da partida, o público costuma brindar em diferentes bares da cidade.

O melhor jeito para conhecer Madrid é acordar cedo e ir caminhar pelas ruas. Ainda assim, um dia inteiro não é o suficiente para percorrer toda a cidade. Então, é recomendável pegar um ônibus ou metrô – principalmente ao caminhar pela Gran Via, a (grande) e principal avenida de Madrid. O meio da alameda é conhecida por “Broadway madrilena”. Lá, estão muitos teatros e atrações de espetáculos musicais. Além disso, o passeio revela a rica arquitetura dos prédios.

Plaza Mayor é uma das praças de Madrid. Cercada por prédios que são mais parecidas com hotéis nada mais é do que uma praça cercada por prédios que parecem palácios e hotéis antigos. O visual é histórico e típico europeu. Algo curioso é que a praça serve como opção cultural para quem quer simplesmente sair e conversar sem necessariamente consumir. O local é ponto de encontro para um público expressivo e dá a impressão mais parece que logo começará um evento para muitas pessoas. Mas, são, simplesmente, amigos e amigos que ficam de pé ou sentados no chão para conversar, realizar luais ou reuniões de grupo.

palacio-real-hd

 

As touradas

Entre as atrações culturais da cidade, está a polêmica tourada. O espetáculo é alvo de críticas não só na Espanha, como na Europa e também em todo o mundo. Entidades de proteção aos animais apontam a tradição como algo cruel e ultrapassado. Durante o espetáculos, cada um dos três toureiros tem de abater dois touros. Há procura por ingressos. Na entrada, alguns comparam almofadas para sentar com mais conforto. Da arquibancada, todos os olhos enxergam a arena forrada de areia, onde alguns touros agonizam até a morte. Desde o primeiro evento, em 1931, é comum que o show ocorra aos domingos. Os celulares e as câmeras fotográficas dos visitantes registram o ritual desde o aquecimento, quando capotes dão ação à cena. E é claro, o famoso pano vermelho aparece como forte figura: pronto para provocar os touros.

Na abertura, uma banda toca músicas típicas e os toureiros se apresentam ao público ecoados de aplausos e assobios. Eles chegam à arena montados a cavalos. No final, quando os touros estão no chão, mortos e ensanguentados, parte da plateia aplaude de pé. A outra metade fica impressionada e se levanta para ir embora.

A origem cultural das touradas ocorreu na Espanha, no século III a.C – quando a caça de touros selvagens era esporte popular com referências nos cultos religiosos ancestrais. Para os povos mediterrâneos da antiguidade, os animais eram considerados deuses da fertilidade. O ritual sugeria que os noivos matassem um touro antes do casamento, para que assim, a união fosse próspera.

 

Palácio Real de Madrid

A residência oficial do Rei da Espanha é considerada o maior palácio real da Europa.  O local possui pelo menos mil quartos. Apesar disso, a família real não costuma passar muito tempo por lá e o local é mais aproveitado para eventos, premiações ou recepção de autoridades. Quem quiser entrar no palácio, basta desembolsar 10 euros programar a visita entre às 09h30 e 17h.

 

A culinária

Não faltam opções que garantam refeições satisfatórias em Madrid. Cervejarias e restaurantes costumam ter forte movimento. O cardápio varia entre pescados, especialidades do mundo hispano – além de casas especializadas em pratos peruanos e mexicanos. Os ingredientes que mais temperam a culinária espanhola são: de oliva, gordura vegetal ou animal, manteiga de porco – além da variedade de frutas e verduras. A Espanha é um dos principais produtores de azeite do mundo e seu consumo é indispensável.  Lá, os queijos comumente são parte da sobremesa. Frutos do mar também são muito apreciados entre o povo espanhol.

O embutido jamón é um dos petiscos favoritos dos espanhóis. Lá, também há expressivo consumo de salsichas, bacons e salames.

 

Descanso

O Hotel Occidental Miguel Angel dispõe de piscina coberta cercada por academia e ambiente decorado por lustres.

 

Para embarcar:

• Voo: Há voos diretos – tanto para Barcelona quanto para Madrid.

Idioma – Espanhol. Porém,  em algumas comunidades alguns utilizam do idioma como o catalão, galego , valenciano e euskara.

Moeda – Euro.

• Vacinas – Dispensáveis.

• Visto: Não é obrigatório, mas há controle de imigração. Ao chegar na Espanha, agentes de imigração podem solicitar itinerário da viagem e reserva de hospedagem. Passaporte é obrigatório.

Controle de imigração: Embora não exija visto, a entrada na Espanha pode ser complicada. Os agentes de imigração podem solicitar confirmação de reserva de um pacote turístico, assim como o itinerário completo da viagem. Passaporte é obrigatório.

Transporte

O transporte público é eficiente. Em alguns lugares, a sinalização e o trânsito da cidade é complicada e o aluguel de um automóvel pode provocar estresse. Cabe a opção dos táxis ou trens.

• Igreja Sagrada Família

Fica próxima da estação de metrô Sagrada Família. Entrada: 12,50 euros.

Author: admin

Compartilhar

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *