Faça seu login

Diversão e encantamento: o efeito aquário nas piscinas de vidro

Postado em 24 de julho de 2017 | 0 comentários

Além de agregar sofisticação ao ambiente, elas permitem recortes na arquitetura e dão impacto incrível ao visual

Tendência em resorts e casas contemporâneas, as piscinas de vidro encantam por seu desenho leve. No topo de uma construção ou integradas à casa, elas permitem criar recortes na arquitetura que, quando iluminados pelo sol, resultam em belos efeitos de luz sobre as superfícies.

Elas são totalmente seguras. Mais que isso: agregam sofisticação ao ambiente, encantam e, principalmente divertem seus usuários. As piscinas de vidro sempre chamam a atenção, pois dão um efeito incrível no visual, além de exibirem bordas infinitas e se integrarem com o entorno. Ao invés de somente revesti-las com pastilhas ou pedras, a ideia dessas obras é aproveitar a transparência do vidro, que traz leveza ao projeto e também surpreende pelo resultado final com criatividade e modernidade. A transparência oferece uma sensação de frescor ao lugar. Além do efeito estético, a novidade acaba se transformando numa grande brincadeira, com o fundo todo à vista, mostrando quem está nadando.

Existem várias maneiras de incorporar o vidro à piscina, seja com um grande visor lateral, no fundo da piscina, ou ainda como uma faixa no topo dela.

Foto 2

Eles podem estar em qualquer lateral da piscina e ter diversos tamanhos e formas. Também podem ser redondos ou curvados. O uso do vidro como borda infinita (quando o nível da água vai até o topo, podendo transbordar) faz a água parecer flutuar. Um ótimo jeito de usar o visor é no piso da piscina, integrando os pavimentos da construção. O resultado é uma integração que gera uma intensa sensação de bem estar e difunde a iluminação natural através da piscina chegando no andar inferior. Este é um dos casos em que podemos chamar o “efeito aquário” da piscina. Ele é mais realçado quando visores em vidro, que ficam na parede, dividem a piscina e um ambiente da edificação, e também trazem a sensação de integração e iluminação natural. Quanto maior a quantidade de vidro desejada, mais complexa a solução para o projeto e, por isso, são recomendados especialistas na área para garantir tanto a segurança dos usuários como a estanqueidade do conjunto, ou seja, não permitir o vazamento de água.

O vidro precisa ser bastante resistente já que a pressão que a água exerce nele é grande, por isso o ideal é que além de ter maior espessura que vidros que usamos em janelas por exemplo, ele seja multilaminado e temperado. O aço inox que tem alta durabilidade e agrada a muitas pessoas, pode ser utilizado dobrado no topo do vidro escondendo suas  laminações e dando charme ao acabamento.

Um belíssimo exemplo da piscina com efeito aquário foi usado na Espanha, dentro da Jellyfish House. Nela, o vidro se une ao concreto para criar uma camada fina e divertida, que percorre toda a extensão lateral direita da casa. Internamente, ela também surge como um aquário em determinados ambientes. Ou seja, quem está dentro da casa, simplesmente consegue ver quem está nadando na piscina.

Segundo os especialistas da área, ter uma piscina em casa acaba sendo uma forma de trazer o azul para o ambiente e/ou paisagem. Mais ainda se ela tiver laterais transparentes, como vêm fazendo alguns arquitetos e decoradores, é um truque que, dependendo do ângulo, permite ver todo o interior — e quem está dentro dele, claro. Opções muito usadas em hotéis e academias, onde costumam ficar cheias por grandes períodos e são uma atração à parte, a aplicação da  piscina como se fosse  aquário gigante têm se tornado comum também em projetos residenciais. Se as piscinas de vidro, antigamente eram artigo de luxo, hoje são objeto de desejo dos amantes da piscina e estão se tornando cada vez mais acessíveis aos seus bolsos e projetos.

Foto Matéria Arquitetura 133

Por Kesher Agência de Conteúdo

Fonte: Revista Anapp 

Author: admin

Compartilhar

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *