Faça seu login

Contêineres são reaproveitados para construir casa e escritório

Postado em 12 de agosto de 2014 | 0 comentários

A arquiteta Carla Prado Dadazio mostra uma alternativa para quem quer construir a sua casa ou escritório em contêineres reaproveitados. A opção é diferente, porém confortável, eficiente, econômica e sustentável. Dadazio comprova isso. Ela construiu a própria casa e o próprio escritório em contêineres reutilizados.
O objetivo de Dadazio era ter espaço suficiente para ter um jardim para exibir os seus trabalhos paisagistas para os clientes. Ela alugou um terreno e o proprietário exigiu que ela desmontasse tudo quando deixasse o lugar. Então, ela passou a pesquisar materiais que fossem de fácil desmontagem. A solução encontrada foi: uso de tijolo ecológico e contêineres. Com o tijolo ecológico, ela construiu os muros. Quando o material for retirado, poderá ser reaproveitado e a perda será apenas de 30%. No caso dos contêineres, são materiais facilmente carregados e realocados sem prejuízo. Os pisos utilizados são de modelo intertravado – também removíveis.

A obra da casa e dos escritórios levou dois meses para ficar pronta. O orçamento foi de R$ 60 mil reais. Para dar início à construção, é necessário conseguir todas as atualizações com a prefeitura, mas Dadazio diz que não encontrou empecilho – salvo espaço necessário para a passagem de um guincho no local da obra.
Os contêineres foram escolhidos pela própria arquiteta. A compra foi feita no litoral paulista, próximo ao porto de Santos. O material foi levado até Valinhos – interior de São Paulo. No total, são dois contêineres: ambos com 12 metros de comprimento, 2,45 de largura e 2,70 de altura interna. Vigas e luminárias foram compradas em ferro-velho. Alguns móveis foram feitos em pallets – estruturas de madeira utilizadas na utilização (utilizadas na utilização?) de cargas para transporte.
Construções assim ainda não são muito projetadas no Brasil.

06

Entendendo a casa de Carla Dadazio
No térreo há um contêiner onde fica o escritório. O segundo andar é a residência, onde fica a cozinha, o banheiro, uma sala e dois quartos. O escritório tem espaço bem distribuído e cômodos generosos: há recepção, sala de reunião e dois lavabos. As divisórias são mínimas para que assim se aproveite mais o espaço disponível.
Por dentro, a casa nem parece feita de contêiner. O corte e o formato das janelas garantem o máximo aproveitamento da iluminação natural. As cores são contemporâneas. O design é contemporâneo e pode servir como inspiração para quem deseja levar o modelo de sua casa para qualquer lugar, sem abrir mão da estrutura.

Informações: Ciclo Vivo

Author: admin

Compartilhar

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *